Rodoviária de Carazinho

Rodoviária de Carazinho é a principal transportadora dos moradores de Carazinho, município localizado no Rio Grande do Sul.

Com mais de 60 000 habitantes, o município possui muita história para contar.

Meados de 1634, Carazinho fazia parte de Província das Missões.

Comandada pelo governo espanhol, o local foi destruído pelos bandeirantes e abandonado em 1637.

Em 1750 com o Tratado de Madrid, realizado entre os reis João V de Portugal e Fernando VI da Espanha, a cidade foi reconhecida como território português.

De 1809 a 1833, Carazinho foi parte de locais como Rio Pardo e São Borja.

Até que finalmente, em 1834, passou a constituir uma das partes de Cruz Alta.

Nos que se seguiram a 1872, Possidônio Ribeiro de Sant’Ana Vargas doou para a Mitra Diocesana, terras para a construção de uma capela.

Dando início, então, a formação do povoado Arraial de Carazinho.

O objetivo da capela era homenagear o filho, Pedro Vargas, morto ao tentar salvar um escravo em afogamento.

O mesmo sempre tivera o sonho de construir uma capela no local.

Jacuizinho, quarto distrito de Passo Fundo, foi dividido em três.

Nascendo então, como uma delas, Carazinho.

Cerca de 35 anos depois, em 1931 a mesma foi emancipada e em 1938 foi caracterizada como município.

Com relação ao turismo, locais como o Jockey Clube Carazinhense, Museu Olívio Otto e o Parque Municipal João Xavier da Cruz movimentam a Rodoviária de Carazinho.

Para atender a seus moradores e visitantes, a Rodoviária de Carazinho conta com lanchonetes, um caixa 24 horas e banheiros gratuitos, bem como um serviço de banho.

Também há a disponibilidade de diversas tomadas espalhadas ao longo do terminal, onde é possível recarregar seus celulares.

A rodoviária também está amplamente preparada para a recepção de passageiros com deficiência física e/ou com mobilidade reduzida.

Para isso, o mesmo conta com rampas de acesso, banheiros adaptados e disponibilidade de cadeira de rodas.

Também há o serviço opcional de acompanhamento até o momento de embarque.

A rodoviária visa sempre disponibilizar o melhor do conforto para todos os moradores e visitantes da cidade.

Telefones

#

Horário da Rodoviária

#

Conveniências

Acessibilidade:

O terminal está totalmente apto a receber passageiros com deficiência física e/ou com mobilidade reduzida.

Para isso, o mesmo conta com rampas de acesso, banheiros adaptados e disponibilidade de cadeira de rodas.

Também há o serviço opcional de acompanhamento até o momento de embarque.

Lojas:Estacionamento:

O estacionamento se localiza ao lado da rodoviária.

Sanitários:

Os sanitários funcionam de forma gratuita.

Também há serviço de banho.

Achados e Perdidos:

O setor de achados e perdidos funciona durante horário comercial.

Caixas Eletrônicos:

No interior da rodoviária, há um caixa eletrônico do Banco 24 Horas.

Restaurantes e Lancherias:

É possível encontrar opções como lancherias, cafeterias e quiosques no setor de alimentação.

Guarda-Volumes:

O terminal conta com um espaço para guarda-volumes.

Carregadores de Bagagem:

Há carregadores de bagagem contratados pelo terminal trabalhando diariamente na rodoviária.

O serviço funciona de forma paga, e o valor cobrado pode variar de acordo com o tamanho do volume.